sábado, 4 de março de 2006

Das funções do e-mail

Refazendo tudo


Preciso te ver pra ontem.
Pra te mostrar o novo tom do meu cabelo, da minha pele, da minha nova tatuagem.

Preciso te ver pra agora.
Pra te mostrar o meu diploma, meus novos saberes, não-saberes. E os meus antigos dizeres não guardados.

Preciso te ver.
Pra te contar minhas velhas piadas e gargalhadas, minhas velhas risadas, queridas, passadas, meus medos, meus vistos e vividos.

Preciso te ver pra ontem.
Porque se passou tanto tempo. E, no fim, meu telefone se perdeu junto com o teu e as tuas palavras...

Restou o novo... Que te conto agora: XXXX XXXX!

Mas preciso te ver agora, pra ontem...

2 comentários:

Gustavo disse...

Bala... É, confesso que tu escreve melhor do que eu jamais escreverei na minha vida medíocre. Pelo menos eu te conheço. Beijo querida.

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado